Blog da Brasil Brokers - Tudo sobre imóveis, arquitetura e decoração

Postado por <brasilbrokers>
22 maio

Moderna, sofisticada e elegante: a decoração preta é uma inspiração. Com as dicas certas e um toque de bom senso, é possível aproveitar todas as qualidades associadas a cor, reproduzindo uma decoração autêntica e ousada na medida certa.

Já pensou em utilizar uma decoração preta, mas não sabe como? Essa é a sua chance de inovar e adotar essa tendência em home decor. Com soluções simples e inteligentes, é possível deixar de lado a insegurança e utilizar o preto em decorações sofisticadas.

sala com decoração preta

Reprodução: Pinterest

Decoração preta: conheça as formas de adotar essa tendência na sua casa

Caso você seja fã da tendência e ame preto, provavelmente você já sabe que a cor está associada a expressões como elegância, sofisticação, mistério, confiança e poder.

Por outro lado, se a decoração preta é uma informação nova, vamos apresentar inspirações para que você se sinta confortável em inovar e garantir um toque de sofisticação na sua decoração.

Em pequenos detalhes, em móveis, na parede ou por todo o ambiente, o preto vai ser um diferencial. Aproveite as dicas para ousar com sofisticação!

Parede preta

Uma parede preta parece muita ousadia para você? De fato, demanda certa confiança  incrementar o ambiente com uma cor escura. Contudo, selecionamos inspirações nas quais a nuance escura na parede é o foco da decoração, sem “pesar” no ambiente. Pelo contrário, a parede preta parece trazer energia ao cômodo.

decoração dos comodos da casa

Reprodução: Pinterest

A parede preta em uma única parte do cômodo, combinada com elementos coloridos, garante um resultado muito interessante. Lance mão de um quadro e, a partir da sua paleta de cores, adicione outras peças de mesma tonalidade.

área com decoração preta

Reprodução: Pinterest

O preto é uma ótima escolha de cor para ambientes mais sóbrios ou que demandem concentração, como escritórios e espaços de leitura. O couro é um ótimo elemento para compor esse ambiente.

Cozinha preta

A cozinha preta é o sonho de consumo de algumas pessoas. Nesse ambiente, é possível arriscar e usar o preto no maior número de elementos do ambiente, sem que pareça demais, sabe?

Nos azulejos, como textura nas paredes, nos armários ou em pequenos utensílios e itens de decoração, a cozinha preta é garantia de um ambiente moderno e sofisticado.

cozinha com decoração preta

Reprodução: Pinterest

Uma cozinha preta e branca, com elementos geométricos, além de tendência, é pura elegância. Além disso, é possível combinar uma infinidade de itens, sem perder a harmonia entres as peças.

área da cozinha com decoração preta

Reprodução: Pinterest

Dá para perceber como, em pequenos detalhes, é possível ter uma cozinha preta, ainda iluminada, e com um ar contemporâneo?

Armário preto

O armário preto é uma forma de trazer a decoração preta com estilo e sofisticação, mantendo outras características do ambiente. Confira:

armário com decoração preta

Reprodução: Pinterest

Opte por usar um armário preto na decoração de um escritório para conferir estabilidade e segurança ao ambiente. Combine com elementos clássicos e garanta um resultado autêntico.

Sofá preto

O sofá também é uma boa dica para montar um ambiente com decoração preta com um ar clássico e poderoso.

sala de estar com decoração preta

Reprodução: Pinterest

Aposte na combinação do sofá preto com outros elementos que possuam a cor, por exemplo: além das almofadas, invista em quadros e molduras que carreguem o tom e conversem entre si.

sofá preto na decoração

Reprodução: Pinterest

Nessa sala, o sofá preto caiu como uma luva! Também é possível identificar que a decoração preta e rosa é uma tendência que funciona: o ambiente fica com um ar romântico e atual ao mesmo tempo.

Banheiro preto

Nesse ambiente, a decoração preta remete ao luxo. Inspire-se e tenha um espaço de banho que emana poder e sofisticação.

banheiro com decoração preta

Reprodução: Pinterest

O banheiro preto é a solução para quem não quer fugir do óbvio com classe. A composição pede atenção nas texturas e os azulejos são uma ótima ferramenta para isso!

área do banheiro com decoração preta

Reprodução: Pinterest

O banheiro preto é a prova de que, embora o cômodo seja tachado como “sem graça”, é possível investir na decoração e obter um resultado surpreendente.

Decoração preta e branca

P&B é um clássico: a decoração preta e branca aparece nos mais diversos estilos e inspirações. Nota-se que todos os cômodos recebem bem essa combinação e, com a tendência de decoração minimalista em alta, essa é uma opção ainda mais visada. Repare como essa combinação garante a harmonia do ambiente.

decoração preta na cozinha

Reprodução: Pinterest

A decoração preta e branca é sucesso: o branco confere ainda mais destaque aos itens em preto.

banheiro com decoração preta

Reprodução: Pinterest

Veja como a combinação funciona, até mesmo quando aplicada a itens isolados, como é o caso da pia representada na imagem. É pura sofisticação!

Decoração preta: aposte já!

Cor de atitude ligada ao rock’n’roll e à rebeldia, o preto na decoração tem uma informação ousada, porém muito clássica. O poder e a sofisticação que o preto confere à decoração dos ambientes é inquestionável.

Quer inovar e trazer modernidade para um ambiente? Faça a aposta certeira na tendência da decoração preta e garanta ambientes cheios de requinte e sofisticação!

Postado por <brasilbrokers>
22 maio

Você sabe quais tipos de condomínio existem? Essa pode ser uma informação que passa despercebida, mas faz a diferença quando se pensa em fazer negócios imobiliários – compra, venda ou aluguel de imóveis.

sacadas de apartamento suspensas

Reprodução: Pinterest

São tantas informações e especificidades que fica fácil se perder nos temas do mercado e errar na hora da diferenciação dos termos.

Por isso, separamos, de forma simples e didática, informações sobre os tipos de condomínio existentes para solucionar essa questão.

Com essas informações, você fica preparado para decidir sobre seus negócios imobiliários e usar os termos corretos de cada segmento.

Afinal, quando o assunto é condomínio, qual a primeira imagem que aparece em sua mente?

Se você pensou na imagem de um prédio, saiba que esse é o exemplo mais conhecido e associado ao tema. Contudo, não é o único!

Assim, o prédio (condomínio edilício) costuma ser o mais próximo e comum do dia a dia das pessoas. Diferentemente de quem mora em casas, quem reside em prédio não tem a opção de pertencer ou não a um condomínio por questões legais. Assim, torna-se popular a associação de um prédio a condomínio.

Confira o que separamos sobre o tema: saiba mais tipos de condomínio e conheça um pouco mais sobre os termos usados no mercado, a fim de diferenciá-los.

Condomínio vertical e horizontal: será que você sabe diferenciar os modelos de construção condominial?

Apesar da aparente facilidade na assimilação e de conhecimento intuitivo, alguns termos são técnicos e vindos do meio jurídico. Com isso, certas nomenclaturas podem ser confusas ou, até mesmo, levar ao erro.

Sabe diferenciar condomínio horizontal e condomínio vertical? E o condomínio edilício, você conhece?

Assim, sem mais delongas, vamos esclarecer os tipos de condomínio, conforme a sua elaboração, para que você fique apto a decidir, com maior clareza, qual formato atende às suas necessidades.

Condomínio horizontal

Se você pensou que esse é aquele tipo de condomínio muito comum nas cidades do interior, onde há uma reunião de casas, então você… errou!

 

condomínio de apartamentos horizontal

Reprodução: Pinterest

O condomínio horizontal é aquele em que as unidades privativas, parcelas da propriedade pertencentes aos condôminos, estão dispostas horizontalmente: uma acima da outra.

Portanto, o termo correto para chamar os condomínios que possuem a construção de um prédio, segundo o Código Civil brasileiro (regulador desse tipo de relação), é condomínio horizontal.

Deu um nó na cabeça? Pode parecer estranho, mas, em razão dos termos aplicados serem provenientes da área jurídica, é necessário certo esclarecimento para não falar bobagem, não é?

Condomínio vertical

Agora ficou mais fácil, não é mesmo? Se o condomínio horizontal é aquele que conhecemos como prédio, por consequência o condomínio vertical é aquele constituído por casas. Isso mesmo!

condomínio de casas similares

Reprodução: Pinterest

O condomínio vertical é aquele em que as frações condominiais são divididas de forma vertical e, portanto, paralelas uma à outra.

Assim, se você mora ou pretende morar em um condomínio residencial composto por casas, saiba que o termo correto para esse caso é condomínio vertical.

Condomínio edilício: saiba o significado correto do termo

Você já ouviu falar de condomínio edilício, mas não sabe o que significa?

aglomerado de condomínios de edifício

Reprodução: Pinterest

Os condomínios são regulados por disposições legais (aquelas advindas da lei) e disposições convencionais (aquelas originadas num acordo de vontade entre as partes – o contrato).

A regulação condominial está presente no Código Civil de 2002 e apresenta termos técnicos que são incorporados e utilizados no mercado imobiliário.

Muitas vezes, os termos jurídicos são reproduzidos de forma incorreta e causam confusão.

Assim, conheça o condomínio edilício e saiba diferenciá-lo de seu par, dentro do mesmo gênero de condomínios.

Apesar da falsa cognição causada pela nomenclatura, o condomínio edilício nada tem a ver com um condomínio exclusivamente de prédios ou edifícios (condomínio horizontal). Contudo, o termo também pode ser destinado para denominar um condomínio de prédios, assim como o de casas (condomínio vertical).

O condomínio edilício, em termos jurídicos, é uma espécie de condomínio: diferencia-se pela existência de áreas privativas, além das áreas comuns no condomínio. Ou seja, existem frações ideais da propriedade que correspondem somente a um condômino, e não ao todo.

Ao passo que, sem essas características, a espécie de condomínio, assim tratada pelo Código Civil, é chamada de Condomínio Geral:  constituído somente por áreas comuns divididas entre os condôminos. Nesse caso, não haveria essa separação de propriedade, sendo que todos os condôminos possuiriam direito à integralidade da propriedade. O Condomínio Geral possui outros regramentos e é tratado de forma apartada.

Quanto à destinação do imóvel: entenda os tipos de condomínio conforme a sua utilização

Fator essencial em qualquer negócio imobiliário, é necessário ter com clareza qual é o objetivo da realização do negócio.

Assim, uma forma de garantir um bom negócio é identificar as suas necessidades e o que você espera de retorno com a transação.

Para tanto, conhecer os tipos de condomínio é primordial para encontrar o imóvel ideal para você ou para a sua empresa.

Por isso, separamos os tipos de condomínio para pontuar as vantagens negociais de cada termo.

Condomínio residencial

casa em condomínio residencial

Reprodução: Pinterest

Destinado à moradia, o condomínio residencial está pautado nas leis do Código Civil, contando com direitos de vizinhança, além das disposições convencionadas entre os próprios condôminos.

Isso porque a questão de existirem áreas comuns entre os condôminos demanda certa regulação para manutenção da harmonia e do bem-estar.

Além disso, os condomínios residenciais são procurados por, normalmente, contar com boa estrutura de segurança: câmeras, cercas elétricas, sensores, portarias monitoradas e agentes especializados.

Quanto aos tipos de condomínio residencial, existem opções para todos os gostos e bolsos.

Desde os loteamentos fechados mais simples, com casas arquitetonicamente idênticas, até condomínios de luxo, com propriedades imensas e que, na área comum, contam com campos de golfe, helipontos e spa.

Por outro lado, nas grandes cidades são mais comuns os condomínios compostos por apartamentos.

Assim, os apartamentos são soluções espaciais e financeiras para grandes centros, onde o preço do metro quadrado é de valor superior à possibilidade de muitas pessoas.

Entretanto, com novos perfis e uma nova situação econômica do país, também surgiram novos tipos de empreendimento, que têm sido muito prósperos.

O diferencial está acerca das vantagens e dos benefícios incorporados ao condomínio: são playgrounds, espaços gourmet, piscinas e até mesmo academias muito tecnológicas – tudo nas áreas comuns.

Em contrapartida, se você busca tranquilidade, curte a natureza e gosta muito de espaço, a sua opção ideal está nos condomínios residenciais ou de chácaras.

Esses imóveis, localizados em regiões serranas ou interioranas, estão aptos a proporcionar o melhor que uma vida no campo pode oferecer: tranquilidade, paisagem naturalmente bonita, muito verde e, se der sorte, até o canto dos pássaros no fim da tarde.

casa com piscina

Reprodução: Pinterest

Os condomínios de chácaras também são uma ótima opção de veraneio para quem quer desestressar nos fins de semana.

Seja qual for o tipo de condomínio, a dica é avaliar quais são as suas principais necessidades, pois isso irá determinar o sucesso de sua busca.

Condomínio comercial

Os condomínios comerciais, como o próprio nome diz, são destinados para fins comerciais e negociais. Assim, se você procura um local para estabelecer a sua empresa ou atender os seus clientes, esse é o tipo de condomínio que deve buscar.

É bom saber que esse tipo de condomínio também possui regulamentação própria, convencionada e legal, além de condições específicas determinadas pela natureza da atividade profissional que se pretende exercer.

São pontos importantes para se avaliar na busca de um condomínio comercial: a localização, as regras condominiais, a compatibilidade do exercício da sua atividade com a dos outros condôminos e a clientela associada ao ambiente.

apartamentos modernos

Reprodução: Pinterest

Tratando-se de uma vizinhança, como qualquer outra, é necessário que ela seja compatível com seus objetivos e necessidades negociais. Se o perfil da sua empresa é mais corporativo, busque um condomínio comercial que imprima os valores de sua empresa: afinal, ele será, literalmente, a sua fachada.

Condomínio misto

O condomínio misto é o que demanda maior trabalho e paciência por parte dos condôminos, pois, em se tratando de destinações diferentes (moradia e comércio), as necessidades visadas com a locação/compra do imóvel são diferentes.

Conheça bem quais atividades comerciais são praticadas antes de pensar em residir em um condomínio de uso misto, ou avalie as vantagens e desvantagens de estabelecer um negócio em uma área também residencial.

Tipos de condomínio: se surpreendeu?

Esperamos que o tema de tipos de condomínio tenha despertado a sua curiosidade no assunto para buscar novas informações.

Para não pecar nos detalhes, conhecimento é a palavra de ordem. Além disso, para fechar um negócio imobiliário, a busca por informações é fator determinante. Fique atento e escolha o melhor para você!

Postado por <brasilbrokers>
06 maio

Sabe aquele tipo de oportunidade que é melhor não deixar passar? Pois então, selecionamos os cinco principais indícios que informam que essa é a sua oportunidade para adquirir um imóvel com as melhores condições de mercado.

Entenda porque esse é um momento ímpar para investir em imóveis e não perca a chance. Depois não vale dizer que não avisamos, ok?

Sem mais delongas, vamos direto ao ponto: descubra os cinco sinais de que agora é o seu momento de comprar um imóvel!

Se você já tem o desejo de investir em imóveis ou se seu sonho é ter uma casa para chamar de sua, saiba que os indicativos são positivos e estão do seu lado para que faça a melhor escolha!

O setor imobiliário está vivendo um momento convidativo e especialistas apontam que a presente fase é a mais assertiva para aproveitar, na íntegra, todos as vantagens disponíveis.

Vamos te provar que, mesmo sem saber falar “economiquês”, é possível entender porque essa é a melhor fase para investir no mercado imobiliário e adquirir seu imóvel.

 

ESTABILIZAÇÃO DA TAXA SELIC

 

Você já deve ter ouvido falar da taxa SELIC, mas, será que sabe porque ela é um fator econômico tão importante? Pois bem, em termos mais teóricos, a taxa SELIC consiste na referência mínima de juros informada pelo Banco Central.

Essa taxa é determinada por um órgão governamental ligado ao Banco Central o Conselho de Política Monetária (COPOM). Aproximadamente a cada dois meses, os membros do COPOM decidem sobre o valor da taxa SELIC.

Na prática, essa taxa é utilizada como instrumento regulador de mercado pelo Banco Central. Por conta disso, é importante acompanhar a sua alta ou baixa, pois isso serve de referência para toda a economia do país.

Por ser a taxa básica utilizada como referência pelos bancos na aplicação de seus juros, a sua baixa tem influência nos valores de financiamentos realizados junto às instituições bancárias, por exemplo.

Mas, por que você, que quer comprar um imóvel, teria interesse nessa taxa?

Basicamente, com a SELIC em baixa, as condições de crédito, financiamentos e empréstimos, oferecidas pelas instituições bancárias tendem a ser, proporcionalmente, mais oportunas, haja vista tomá-la como referência.

Assim, o que te interessa é saber que, atualmente, se vive um momento histórico: em sua última reunião (março/2019), o COPOM promoveu a manutenção desse período de baixa determinando a taxa de 6,5%.

Além disso, a expectativa do mercado é a de que o órgão continue com a política de flexibilização monetária e, na próxima reunião (maio/2019), promova uma nova redução na taxa básica de juros.

Com esses valores, o mercado está se aquecendo e ganhando confiança.

MAIOR OFERTA DE EMPREGO

Não é novidade que o mercado está sempre ligado nos índices de emprego/desemprego. Esses são fatores imprescindíveis na determinação da demanda por produtos e serviços, além de informar às empresas sobre as condições que influenciarão na sua oferta.

Sabe-se que quanto maior a taxa de desemprego, maior será a queda na  demanda por bens e serviços. Isso acontece pois o consumo está diretamente relacionado com a percepção de renda: sem emprego, sem renda, sem consumo.

Como consequência do desemprego e de um estagnação econômica, também as empresas perdem seu poder de redução de preços e os consumidores dispostos a comprar são ferozmente disputados entre as concorrentes.

Assim, examinando a situação atual do nosso país percebe-se que, embora nos últimos anos as taxas de desemprego tenham alcançado níveis comprometedores, nota-se uma boa melhora desde o segundo semestre de 2018.

Conforme pesquisa realizada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), no mês de fevereiro, em relação ao saldo referente às contratações e demissões, o ano de 2019 já teve o melhor desempenho desde 2014.

Olhando para índices gerais, segundo essa pesquisa, não só o número de contratações subiu aumentando o número de empregados , mas também o saldo total entre demissões e admissões foi muito positivo, visto que as demissões também caíram.

Qual o cenário que esses indicativos informam? Uma maior possibilidade de compra e movimentação de recursos, aquecendo a economia.

O mercado imobiliário participa deste cenário e são feitas avaliações de que, em um breve período, as investidoras compreendam a melhora na economia como fator para alterar as condições de suas ofertas até então quase que promocionais, devido à crise.

Diante disso, é bom aproveitar as boas condições ofertadas pelo mercado imobiliário, antes que a melhora na situação econômica do país altere as circunstâncias das vendas.

DIMINUIÇÃO DOS ESTOQUES DE MERCADO

Em razão dos anos de crise, o setor de construção civil sofreu grande impacto. Grandes incorporadoras deixaram de lançar novos empreendimentos e os imóveis já prontos, em razão da pouca demanda, formaram estoques.

Entretanto, graças aos esforços e condições promocionais oferecidas pelas incorporadoras e uma melhora na economia, os estoques estão diminuindo. Mas ainda há interesse de liquidá-los.

São boas as perspectivas: pesquisa realizada pela Câmara Brasileira da Indústria e Construção (CBIC), aponta que o estoque de imóveis teve uma queda de 161,8 mil unidades, em 2016, para o valor de 143,9 mil, em 2017, e para 124 mil, no ano de 2018.

Além disso, também conforme dados da CBIC, a previsão é de que o lançamento e a venda de imóveis cresça entre 10% e 15% no ano de 2019, quando em comparação ao ano passado.

Assim, a tendência é pela normalização do setor, com a maior confiança por parte das investidoras para produção de novos empreendimentos.

Mas, ainda dá para aproveitar os imóveis prontos com melhores condições antes que os preços subam na mesma proporção que a confiança das incorporadoras.

Há de se considerar uma maior confiança na concessão de crédito, o aquecimento das vendas e o ambiente economicamente saudável que aos poucos ganha mais espaço.

FIM DA RETRAÇÃO DO MERCADO

Em razão de um cenário econômico e político periclitante nos últimos anos, os investimentos em construção civil haviam diminuído e os lançamentos foram paralisados também pela alta de estoques já mencionada.

Dá para perceber como tudo se relaciona quando o assunto é economia?

Hoje, graças às pretensas reformas políticas e econômicas, o mercado imobiliário já percebe melhoras em seus números e se mantém esperançoso para os próximos trimestres.

Espera-se que, a partir do segundo semestre de 2019, as vendas de imóveis aumentem e novos empreendimentos sejam lançados. Com isso, também é esperado um aumento nos valores das unidades vendidas, em razão de melhores condições econômicas e de possibilidade de compra dos brasileiros.

Os efeitos de um longo período em retração ainda reverberam, embora exista um panorama de progresso à vista, a economia ainda depende de reformas políticas, como a da previdência, para uma melhor previsão.

ÍNDICES DE MERCADO E PALAVRA DOS ESPECIALISTAS

Em São Paulo, pesquisa realizada pela Secovi (Sindicato da Habitação – São Paulo) sobre o mercado imobiliário, aponta crescimento considerável nas vendas de imóveis, quando comparado com 2018.

Segundo essa pesquisa, no período de março de 2018 a fevereiro de 2019, foram vendidas 30.587 unidades. Tal número registra um aumento de 20,7% das vendas, em relação ao mesmo período (acumulado de 12 meses) do ano anterior, que havia totalizado a venda de 25.349 unidades.

Além disso, em âmbito nacional, a Câmara Brasileira da Indústria e Construção (CBIC), em parceria com o SENAI, apresentou os “Indicadores Imobiliários Nacionais” referente ao 4º trimestre de 2018.

Neste estudo, feito em comparação ao trimestre anterior (terceiro trimestre de 2018), verificou-se um aumento nos lançamentos de novos empreendimentos imobiliários em 45,1%, além do aumento nas vendas de imóveis em 23,3%.

Também com índices positivos, considerando o período do ano de 2018, sabe-se que as vendas de imóveis aumentaram em 19,7%, quando relacionadas ao ano anterior (2017) no montante de 120.142 de unidades vendidas.

Nossa especialista da Brasil Brokers, afirma: “O mercado imobiliário se mostra otimista em 2019. Dessa forma, vemos que agora é a última oportunidade do cliente realmente conseguir uma negociação mais favorável, visto que no segundo semestre a tendência é que o preço do metro quadrado aumente.” Alessandra Wanek, Coordenadora da Brasil Brokers RJ.

Use essa dicas a seu favor e aproveite a situação do mercado!

A economia vive seus momentos e é importante saber aproveitar a oportunidade econômica que atenda aos seus interesses.

Assim, se você quer adquirir um imóvel, preste atenção no momento atual e entenda que o mercado, conforme as expectativas de indicativos e especialistas, está prestes a mudar de panorama.

Aproveite para comprar seu imóvel enquanto o aquecimento na economia não interfere nas boas condições de preço dos imóveis de empreendimentos já lançados.

No site da Brasil Brokers, você encontra as informações necessárias para fazer a melhor escolha e adquirir o imóvel que você tanto deseja. E o melhor: aproveitando o momento oportuno e as boas condições de mercado.

Consulte nossos corretores e avalie as melhores possibilidades de compra. Escolha já o seu imóvel e conte com a Brasil Brokers para te auxiliar nesse caminho!

 

Postado por <brasilbrokers>
15 abr

Um cantinho da leitura permite sentar, ler e se desligar do mundo à sua volta. Esse espaço especial é ideal para desfrutar de bons momentos e vivenciar as suas histórias preferidas, tudo com muito conforto e com uma decoração personalizada, que tem a sua cara.

Montar um cantinho da leitura é uma tarefa bastante simples. Não é preciso construir uma grande biblioteca ou gastar demais, afinal, um cômodo pequeno já pode servir para montar esse espaço agradável. Além disso, o canto da leitura é ideal para estimular as crianças pequenas a embarcarem no universos dos livros.

Para ajudá-lo a montar o cantinho da leitura perfeito, o blog da Brasil Brokers separou cinco dicas para você se inspirar e fazer em casa. Fique de olho nas nossas sugestões e crie esse espaço especial para a sua família!

homem lendo livro

1. Escolha o cômodo

Nada melhor que um lugar confortável e inspirador para embalar o clima da leitura. Por isso é tão importante ter uma atenção redobrada na hora de escolher o lugar onde você passará momentos apreciando um bom livro.

O cantinho da leitura precisa ser em um espaço que aproveite a luz natural. Você pode escolher ao lado de uma janela ou próximo da luminária. Vale lembrar que, mesmo com a iluminação natural, também é importante escolher um tipo de iluminação artificial para que você possa ler à noite e não ficar com os olhos cansados.

Outra dica para escolher o cantinho da leitura é prezar sempre por ambientes silenciosos. Afinal, você não quer que nada tire sua concentração, não é? Por isso, procure por lugares da casa que tenham menos circulação de pessoas e que sejam mais calmos.

cantinho dos livros

2. Pense nas pessoas que frequentarão o cantinho da leitura

O cantinho da leitura é para você ou para as crianças? Ou para os dois? Na hora de montar o cantinho da leitura, responda essas perguntas para, em seguida, pensar na decoração que será utilizada naquele lugar.

Se o lugar for utilizado apenas por crianças, por exemplo, é importante optar por elementos que atraiam a atenção dos pequenos, mas que não os desconcentrem. Já para os adultos, é legal pensar em um espaço que tenha uma decoração bonita e que não deixe o conforto de lado.

mãe lendo livros com a filha

3. Invista em um estilo de decoração

Há muitas formas de decorar o cantinho da leitura. Como dito anteriormente, primeiro é preciso pensar em quem frequenta aquele lugar para depois escolher os elementos decorativos que vão compor o espaço.

Para quem prefere algo mais jovem e contemporâneo, vale investir em cores diferenciadas, como coral, amarelo queimado e verde-musgo. Nesse caso, vale sair da caixinha e soltar a criatividade, deixando tudo com uma estética que tenha a sua cara.

cantinho da leitura com vista pro jardim

Reprodução: Pinterest

Outra dica que serve tanto para o cantinho da leitura dos adultos quanto para o das crianças é colocar pufes macios e outros tipos de poltronas confortáveis. Dessa forma, os leitores ficam mais confortáveis para passar horas lendo e ainda podem tirar uma soneca, caso tenham vontade. Não se esqueça de adicionar almofadas e mais uma cortina na janela para quando o sol estiver muito forte.

Já para quem é mais clássico e prefere investir em algo menos chamativo existe a decoração minimalista. Nesse caso, é importante optar por tons sóbrios – branco, preto, marrom e cinza – e poucos elementos decorativos.

prateleiras com livro

Reprodução: Pinterest

4. Adicione prateleiras e estantes

Uma das perguntas mais importantes para responder antes de montar o cantinho da leitura é: onde vou guardar meus livros? Se você ainda não sabe a resposta, comece a considerar opções que atendam às suas necessidades e que tenham a ver com o estilo de decoração escolhido.

As prateleiras são ótimas para manter os livros sempre ao alcance das mãos. Entretanto, é preciso comprar aparadores de livros para manter as peças sempre em pé e evitar que elas caiam e machuquem alguém. Já as estantes são ideais para criar espaços sofisticados e organizados. Vale investir em móveis vintage ou usar a decoração com paletes de madeira para criar algo 100% artesanal.

estante com livros

Reprodução: Pinterest

5. Tenha livros diversificados

Agora que você já escolheu o lugar e pensou em todo o estilo da decoração, é hora de montar uma biblioteca completa que atenda a todos os gostos. Afinal, você nunca sabe quando uma visita vai querer conhecer sua coleção de livros. Então, tenha sempre disponíveis livros que agradam você, seus filhos pequenos e até possíveis convidados.

estante organizada com livros

Reprodução: Pinterest

Você, fã de livros, precisa de um cantinho da leitura em casa! Com certeza o espaço será um lugar especial, onde você desfrutará de ótimos momentos. Aproveite para conferir os posts de decoração no blog da Brasil Brokers! Certamente temos algo para deixar o seu cantinho da leitura ainda mais bonito e autêntico.

Postado por <brasilbrokers>
15 abr

Diante do quebra-quebra, da poeira e do acúmulo de objetos que acontecem durante uma reforma, uma das tarefas mais difíceis é manter a casa organizada. Seja em lares grandes ou apartamentos pequenos, é preciso ter um cuidado especial durante todo o processo, principalmente se você vai ficar morando na casa enquanto as obras acontecem.

Contudo, é possível adotar algumas práticas que deixam a casa organizada e os profissionais trabalhando na reforma. Assim, você tem menos preocupações e a obra leva menos tempo para terminar.

Para ajudá-lo na missão que é manter a casa organizada durante uma reforma, o blog da Brasil Brokers separou sete dicas que vão fazer diferença durante todo o processo, além de deixar toda a família mais tranquila. Fique de olho nas nossas sugestões e evite que os imprevistos da obra aconteçam.

planejamento da organização

1. Tenha um cronograma

Antes de começar a reforma, você vai procurar a ajuda de profissionais, certo? Então, pergunte para eles o número de dias que pode durar a obra. Assim, você consegue planejar melhor suas ações e lidar com as pessoas que vão participar daquele projeto.

Também vale criar um cronograma que informa o ínicio e o fim da obra. Isso garante que todas as tarefas sejam cumpridas dentro dos prazos estipulados. Não se esqueça de alinhar as datas com os profissionais contratados para que eles fiquem cientes das suas expectativas.

organização da cozinha

2. Fique de olho nas atividades realizadas

O dia a dia corrido pode fazer com que você fique meio ausente enquanto a obra acontece. Contudo, é preciso acompanhar a obra de perto para evitar problemas e desperdício de tempo, devido às atividades que precisam ser refeitas e acabam atrapalhando o seu planejamento.

Então, sempre que possível, converse com os trabalhadores envolvidos e alinhe tudo que será feito nos próximos dias. Assim, você tem mais tempo para pensar nas possibilidades e consegue planejar suas ações para cuidar do restante da casa.

reforma em casa

3. Guarde os objetos de decoração

Objetos delicados, como peças de cerâmica e quadros de parede, são itens que devem ser guardados imediatamente. Afinal, acidentes podem acontecer devido à agitação de uma reforma. Uma maneira de proteger os objetos é cobrindo-os com plástico-bolha ou jornal.

4. Cubra os móveis e eletrodomésticos

Os móveis e eletrodomésticos merecem atenção redobrada, afinal, eles são partes importantíssimas da casa. Para os móveis, é legal cobri-los com plástico e trocar o material sempre que tiver muita sujeira acumulada. Já os eletrodomésticos precisam ser trocados de lugar e levados para longe da obra, porque resíduos podem entrar nas peças e prejudicar o seu funcionamento.

Se a sua reforma for durar muitos dias, considere a possibilidade de alugar um box para guardar os itens de maneira mais tranquila e com espaço.

mulher empacotando objetos

5. Separe o lixo

Não importa o tamanho da obra, sempre acontecerá um acúmulo de resíduos e materiais que precisam ser jogados fora. Você pode combinar com os profissionais uma área ou um cômodo exclusivo para juntar o lixo e evitar que ele se espalhe para outros cômodos. Também não deixe de fazer o descarte consciente em caçambas apropriadas para esses tipos de materiais.

caçamba de lixo

6. Limpe bastante, mas não exagere

A manutenção diária é algo que deve ser reforçado durante a reforma. Por isso, passe um aspirador de pó sempre que a sujeira acumular e um pano molhado no chão e nos móveis. Os guarda-roupas também merecem uma atenção extra, porque a poeira pode pousar nas roupas limpas e causar alergias.

Entretanto, não precisa exagerar e ficar limpando toda hora se a bagunça for retornar no dia seguinte, isso só vai servir para deixá-lo irritado. Nesse caso, limpe apenas os locais indispensáveis e deixe para caprichar na faxina apenas quando a obra estiver finalizada.

faxina em casa

7. Pense nos vizinhos

Ninguém merece barulho de obra logo de manhã, não é? Por isso, converse com a vizinhança a respeito do que vem por aí e informe o horário em que a barulheira vai começar. Tente encaixar os horários no período comercial, tempo em que a grande maioria dos vizinhos está no trabalho.

vizinhos se cumprimentando

Viu como é simples manter a casa organizada durante uma reforma? No blog da Brasil Brokers você encontra práticas e dicas para aplicar em casa e agradar toda a família! Não deixe de conferir os nossos posts de decoração e cuidados com o lar!

Postado por <brasilbrokers>
15 abr

Imóveis sustentáveis estão entre as principais tendências do mercado imobiliário. Segundo o Sebrae, essas construções minimizam os impactos ambientais durante e depois da obra, reduzem os gastos com água e energia elétrica e servem como uma alternativa de conscientização humana.

No blog da Brasil Brokers, você vai encontrar tudo sobre os imóveis sustentáveis: o que são, como funciona o selo verde e os benefícios que essa tendência pode trazer para a população – e, claro, para a natureza. Confira mais sobre o assunto!

decoração do jardim em forma de casa

O que são imóveis sustentáveis?

São aqueles construídos com materiais adequados, tecnologia ambiental, formulação projetual e processos diferenciados de execução no canteiro de obras, com o objetivo de minimizar os impactos no meio ambiente.

As construtoras que estão apostando nos imóveis sustentáveis utilizam tecnologias modernas que vão muito além da captação de energia solar e cobertura verde. A criação de um imóvel ecológico pode envolver desde a escolha da área, o local de inserção até a relação com a vizinhança e a tecnologia construtiva utilizada.

casa no estilo sustentável

Reprodução: Pinterest

Imóveis com selo verde

Assim como em outros tipos de projetos ecológicos, os imóveis sustentáveis precisam de um certificado verde que comprove aquele conceito de construção. Dessa forma, os clientes e os compradores em potencial conseguem identificar e analisar os lares que mais tenham a ver com eles.

Existem muitos certificados que credenciam os empreendimentos sustentáveis. Um deles é o LEED, sigla para Leadership in Energy and Environmental Design, uma certificação dada às construtoras que fazem uso de material reciclado e investem em iluminação com lâmpadas de LED, reaproveitamento hidráulico e energia solar.

Um exemplo de imóvel sustentável que chama a atenção por seu projeto diferenciado é o Business Service Center (BSC). Ele é o primeiro imóvel corporativo do noroeste paulista a obter o selo AQUA-HQE. O prédio foi construído com o objetivo de gerar o menor impacto possível ao meio ambiente, e também oferecer mais bem-estar e conforto aos colaboradores no dia dia no escritório.

Além disso, o certificado verde do Business Service Center ajudou no melhor reaproveitamento dos materiais, que são atóxicos, e nos sistemas de ventilação e iluminação, que são recicláveis.

flor com ícone de lampada

Conheça os benefícios das casas sustentáveis

As casas sustentáveis servem tanto para a preservação do meio ambiente quanto para diminuir os gastos dos moradores. Se interessou? Então, conheça os benefícios desses lares que fazem uso racional e consciente dos recursos naturais.

Redução do consumo de energia

O uso de sistemas elétricos sustentáveis, como os painéis fotovoltaicos, permite economia e uso racional da energia elétrica. Isso acontece devido à tecnologia dos equipamentos que convertem a luz do sol em energia elétrica e, por fim, distribuem-na conforme a necessidade de cada lar.

Redução do consumo de água

Os imóveis sustentáveis fazem captação da água de chuva por meio de filtros e sistemas de captação adaptados especialmente para uso interno. Esses materiais podem ser ajustados com a vegetação utilizada no paisagismo, já que algumas espécies servem para controlar o volume pluviométrico de uma região.

casa com placas solares

Reprodução: Pinterest

Melhoria da qualidade de vida

Um imóvel sustentável possui projeto arquitetônico que contempla fatores de ventilação, insolação e otimização dos espaços, além da análise do contorno urbano. Essas características proporcionam um espaço interno muito mais saudável, equilibrado e sempre cheio de ar fresco.

Menos desmatamento

Além de preservar o verde, os imóveis sustentáveis também possuem uma atenção redobrada com o desmatamento. Por isso, as construções fazem uso de madeiras certificadas, ou seja, com origem legal. Em alguns projetos, são utilizados a madeira plástica e outros tipos de revestimentos.

casa estilo sustentável

Reprodução: Pinterest

Redução de resíduos e rejeitos

O conceito de sustentabilidade na construção implica a redução de resíduos e rejeitos produzidos durante e depois da obra. Essa prática não gera tanta poluição no ar, na água e no solo, contribuindo e minimizando os impactos no futuro.

Conscientização

Os imóveis sustentáveis, assim como outros projetos verdes, chamam a atenção das pessoas e fazem com que elas se aproximem mais do meio ambiente. É uma maneira de mostrar que o cuidado com a natureza pode estar presente no dia a dia, e não apenas em uma idealização.

Ficou interessado nos imóveis sustentáveis? No blog da Brasil Brokers você encontra uma série de informações sobre o mercado imobiliário e ainda aproveita diversas dicas de decoração e cuidados para colocar em prática em casa. Confira os nossos posts!

Postado por <brasilbrokers>
15 abr

Morar em Belo Horizonte é como estar no interior de Minas Gerais, só que dentro de uma capital. Isso porque a cidade mineira permite intenso contato com a natureza e oferece uma infraestrutura urbana grandiosa, que deixa o local ainda mais atrativo tanto para os moradores quanto para os turistas.

Além disso, morar em Belo Horizonte é poder aproveitar lindas paisagens e uma excelente infraestrutura com ótimas oportunidades, tudo isso combinado com uma gastronomia deliciosa e ótimas opções de passeios culturais.

Quer saber mais sobre como é morar em Belo Horizonte? O blog da Brasil Brokers separou seis motivos que vão convencê-lo de vez a se mudar para a capital de Minas Gerais. Continue a leitura do nosso post para conhecer os motivos que fazem de BH uma das melhores cidades do Brasil.

vista da cidade de bh

1. BH é uma das principais capitais do país

Definitivamente, um dos grandes benefícios de morar em Belo Horizonte é sua excelente qualidade de vida e IDH elevado. A cidade possui, aproximadamente, 0,810 em IDH, o que significa um valor bastante elevado, já que, quanto mais próximo de 1, mais desenvolvido é o lugar.

Essa característica influencia em muitos aspectos de BH, como o desenvolvimento econômico da cidade. Então, se você preza por excelente qualidade de vida, inovações e ótimas oportunidades, Belo Horizonte é um dos melhores lugares para morar.

2. A gastronomia mineira é deliciosa

Todo mundo sabe que a gastronomia mineira é uma das mais deliciosas do Brasil. Por isso, morar em Belo Horizonte é degustar pratos que se destacam em festivais gastronômicos e muitos outros quitutes que agradam o paladar de pessoas de todas as idades.

Bairros como Savassi e Lourdes concentram os restaurantes mais deliciosos da capital mineira. Então, se você deseja provar um tutu de feijão, pão de queijo, sobremesas de doce de leite e muitos outros pratos, não deixe de conhecer esses lugares de Belo Horizonte.

comida típica de bh

Reprodução: Pinterest

3. A região é ótima para os negócios

Belo Horizonte é a quarta cidade mais rica do país, perdendo para São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Por esse motivo, morar em Belo Horizonte é uma excelente oportunidade para que empresários de diferentes segmentos fechem negócios.

Além disso, a capital mineira está próxima de outras grandes cidade metropolitanas, como São Paulo e Rio de Janeiro. Isso pode facilitar na hora de viajar, trocar informações e aumentar o desenvolvimento econômico da cidade, assim como dos próprios empreendedores.

estádio do Mineirão

Reprodução: Pinterest

4. Belo Horizonte possui lindas paisagens

Entre os benefícios de morar em Belo Horizonte está a possibilidade de visitar lindos cenários sempre que der vontade. BH possui belezas naturais que contrastam com construções grandiosas, criando uma atmosfera autêntica capaz de encantar moradores e surpreender turistas.

Há muitos pontos turísticos famosos em Belo Horizonte, sendo um deles o Estádio do Mineirão – o lugar perfeito para assistir a partidas de futebol no final de semana, ao lado da família ou dos amigos. Já para aqueles que preferem algo ligado à natureza, uma opção de passeio em BH é conhecer a Praça da Liberdade.

5. Bairros para todos os tipos de família

Decidir onde morar em Belo Horizonte não é uma tarefa muito complicada. Afinal, a cidade possui desde bairros arborizados para famílias que preferem um clima mais tranquilo até outros localizados mais próximos de bares e avenidas movimentadas.

Confira a lista da Brasil Brokers dos melhores bairros para morar em Belo Horizonte:

Lourdes; Savassi; Belvedere; Cruzeiro; Sion; Anchieta; Vila da Serra

vista da cidade de bh

6. Ótimas opções de lazer e turismo

Belo Horizonte não decepciona quando o assunto é apreciar cultura e fazer passeios incríveis ao lado da família. BH respira essas características e oferece o melhor em dança, música, teatro, moda e muito mais.

Além disso, existem inúmeras opções de bares com diferentes tipos de quitutes e bebidas para curtir a vida noturna na capital mineira. Se quiser prolongar a noite, BH conta com várias baladas e restaurantes sofisticados.

Dessa forma, morar em Belo Horizonte torna-se algo ainda mais divertido e especial, que permite aproveitar ótimos momentos tanto no final de semana quanto nos dias úteis.

Sentiu vontade de morar em Belo Horizonte? Aproveite para acessar o site da Brasil Brokers e conhecer as melhores opções de imóveis disponíveis na região. Com certeza você encontrará algo que combina com a sua família. Conte com a nossa experiência de mais de 10 anos para encontrar o lar dos seus sonhos!

Postado por <brasilbrokers>
15 abr

Autenticidade, conceito e novas ideias fazem parte da decoração para geração Y. Entenda o que é e como aplicar nos cômodos de casa de forma criativa

A geração Y, também conhecida como geração millennial, representa as pessoas nascidas entre o período da década de 80 até o começo dos anos 2000. Essa faixa demográfica da população desenvolveu-se no meio de ambientes altamente urbanizados e grandes avanços tecnológicos, como a internet.

A conectividade permitida pela internet não influenciou apenas as interações virtuais entre as pessoas, mas também a forma como cada indivíduo pensa sobre serviços, produtos e seu próprio estilo de vida. Por isso, a geração Y está sempre em busca de um significado que dê sentido às coisas, tanto na vida pessoal quanto na profissional.

De forma resumida: os millennials buscam atividades que tenham a ver com seus interesses e prezam pelas rédeas da própria vida.

sala decorada para geração y

Geração Y e a decoração do lar

O comportamento da geração Y também influenciou a forma como as pessoas vivem e cuidam do lar. Para os millennials, a casa significa um lugar especial com a cara deles, onde é possível enxergar personalidade, ficar à vontade para receber os amigos quando quiser e recarregar as energias depois de um dia cansativo de trabalho, por exemplo.

Se identificou? Então, a decoração para geração Y é uma excelente opção para a sua casa. O conceito pode ser aplicado tanto em casas grandes quanto em apartamentos pequenos – basta soltar a criatividade e não ter medo de ousar.

Para ajudá-lo nessa tarefa, o blog da Brasil Brokers separou 11 dicas criativas com as quais você vai aprender tudo sobre o assunto e ainda se inspirar para fazer uma linda decoração em casa. Confira!

casal da geração y decorando a casa

1. Móveis modulares

Entre as mais diversas características dos millennials está a valorização de boas experiências. E isso influencia na escolha dos móveis – eles precisam ser práticos, fáceis de transportar e confortáveis.

Uma ótima opção para essas preferências são os móveis modulares, ou seja, aqueles que são desenvolvidos seguindo um padrão de design ou estilo geométrico. Assim, é possível planejar toda a estética de um cômodo e ainda otimizar o espaço dos ambientes.

DICA EXTRA: aposte nos pufes quadrados e redondos, eles são ótimos para combinar com móveis descolados e contemporâneos.

cozinha decorada no estilo da geração y

Reprodução: Pinterest

sala decorada no estilo da geração y

2. Quadros

Criar uma parede de destaque é uma excelente oportunidade para soltar a imaginação sem deixar o ambiente poluído visualmente.

Então, selecione seus quadros favoritos e pendure-os próximos uns dos outros. Para trazer um toque especial, vale investir em obras com o seu estilo. Uma opção que costuma agradar a todos, principalmente aos millennials, são os quadros do movimento Pop Art.

DICA EXTRA: use quadros nostálgicos para criar uma estética vintage.

quadros com estética vintage

Reprodução: Pinterest

quadros para geração y

3. Minimalismo

O minimalismo é uma tendência que está muito presente na decoração para geração Y. Afinal, o “menos é mais” é muito apreciado pelas pessoas que prezam por um baixo consumismo.

Para aplicar o estilo minimalista, uma das dicas é optar sempre por praticidade e estética visual. Então, prefira móveis mais básicos e elementos em cores neutras, como branco, cinza e marrom. Além disso, também é importante deixar apenas o mobiliário que é essencial para aquele cômodo.

DICA EXTRA: combine o branco das paredes e das roupas de cama com elementos de madeira.

Decoração no estilo da geração Y

Estilo de decoração geração y

Reprodução: Pinterest

4. Plantas

Ser consciente com questões ambientais faz parte da geração Y. Por isso, é possível notar um aumento na procura por plantas dentro de casa, já que muitas espécies merecem cuidados especiais no dia a dia.

As melhores opções de plantas para ambientes internos são as duráveis bromélias, os cactos sem espinhos e as belas orquídeas de pétalas coloridas e arredondadas.

DICA EXTRA: pendure as plantas em um kokedama – a esfera japonesa feita artesanalmente que pode ser usada para pendurar plantinhas no teto.

plantas decorativas

Reprodução: Pinterest

decoração de plantas

Reprodução: Pinterest

decoração moderna da sala

5. Combinação de cores

Uma paleta de cores pode fazer toda a diferença na composição do lar. Para deixar tudo mais bonito, escolha cores que contribuam para um padrão estético e que deixem tudo mais harmonioso e especial.

Na decoração para geração Y, é bacana optar por cores que tenham a ver com você, mas que também combinem entre si. Se quiser apostar em uma tendência, vá na cor Pantone 2019: o Living Coral.

DICA EXTRA: os tons terrosos estão super em alta na decoração. Utilize-os para criar ambientes sofisticados e minimalistas.

sala de estar com estilo inovador

Reprodução: Pinterest

decoração colorida para cozinha

6. Hortas

As hortas caseiras são elementos decorativos perfeitos para ter em casa ou no apartamento. Isso porque elas permitem ter uma relação direta com verduras, legumes e temperos frescos.

Caso não tenha espaço para criar a horta caseira, vale criar uma dentro da cozinha ou até mesmo na varanda. Nesse caso, você pode escolher vasos de argila e uma base resistente, que deve ser instalada em um lugar onde bata sol.

DICA EXTRA: se quiser fazer economia e ainda cuidar do meio ambiente, plante os alimentos em garrafas PET ou em canos de PVC cortados pela metade.

horta para jardim

Reprodução Pinterest

horta para jardim

Reprodução Pinterest

7. Varanda gourmet

Uma das formas de aproveitar cada espaço de um apartamento pequeno é a criação de uma varanda gourmet – um espaço agradável onde se pode relaxar ou receber os amigos para um jantar, por exemplo.

Para otimizar o espaço e ainda ousar na decoração, é possível unir a varanda com a sala de estar. Assim, os cômodos ganham outras funções em apenas um lugar, como área de lazer, bar e sala de jantar.

DICA EXTRA: substitua as cadeiras convencionais por poltronas estilosas, banquetas e pufes estilo baú.

poltrona no estilo geração y

Reprodução: Pinterest

8. Espaço para o home office

A decoração para geração Y precisa acompanhar a forma como os millennials gostam de trabalhar. Eles estão sempre à procura de novas formas de trabalho, e uma delas é o home office.

Seja como freelancer ou em um emprego fixo, um escritório em casa faz toda a diferença na hora de controlar a agenda diária, estudar e realizar outras atividades prazerosas, que não precisam se resumir apenas ao trabalho.

Por isso, o espaço do home office precisa ser leve e com uma decoração personalizada. Vale utilizar de tudo: dos tons escuros até as cores vibrantes, e das mesas de madeira até as de vidro, com objetos extras espalhados por cima.

DICA EXTRA: utilizar a psicologia das cores na decoração pode ajudá-lo a se concentrar.

escrivaninha decorada

Reprodução: Pinterest

escrivaninha decorada

9. Luminárias

As luminárias levam um charme extra aos ambientes e ainda auxiliam na hora de ler um livro ou estudar. Elas podem ser aplicadas na maioria dos cômodos da casa: sala de estar, quarto do casal e, claro, no escritório.

A decoração para geração Y pode ficar bastante sofisticada com as luminárias de piso, já que ocupam menos espaço e auxiliam na estética minimalista. Já se quiser algo mais básico sem deixar de ser moderno, opte por luminárias sustentadas por cabos.

DICA EXTRA: faça furos em vasos de argila e use-os como uma luminária porta-velas. Esse objeto é ótimo para ambientes externos, pois eles criam uma linda projeção na parede.

luminárias decorativas

Reprodução: Pinterest

luzes penduradas na varanda

10. Paletes de madeira

Os paletes de madeira são os queridinhos entre os millennials. Isso porque esses objetos carregam uma grande contribuição ambiental e ainda levam um toque rústico aos ambientes internos e externos.

Um dos melhores lugares para fazer decoração com paletes de madeira é o quarto. Você pode utilizar o item de muitas formas: como uma cabeceira para a cama, porta-livros, escrivaninha ou como nichos pendurados na parede.

DICA EXTRA: se no futuro enjoar da decoração com paletes de madeira, pinte os objetos de outras cores e mude-os de ambiente.

decoracao com paletes de madeira

decoração com paletes de madeira

11. Espaço para exercícios

Para otimizar o cotidiano corrido e evitar a mensalidade de uma academia, muitas pessoas preferem fazer exercícios físicos no conforto de casa.

Então, que tal criar um espaço zen onde é possível cuidar da mente e do corpo? Para isso, não é necessário gastar muito e nem substituir um cômodo pelo outro. Basta escolher um lugar onde você se sinta agradável, organizar os equipamentos de forma que eles fiquem sempre por perto e, por fim, colocar o colchonete em um ponto confortável e com ventilação.

DICA EXTRA: para incentivá-lo a treinar, cole adesivos e pôsteres na parede que ajudem sua mente a focar nos resultados.

decoracao para geracao y malhar em casa

Curtiu as dicas de decoração para geração Y? No blog da Brasil Brokers você encontra uma série de dicas para decorar a casa ou apartamento com o seu jeito. Confira as outras publicações!

Postado por <brasilbrokers>
15 abr

Garanta a saúde do seu jardim com as 5 dicas exclusivas do BrBrokers para jardinagem e paisagismo

mulher cuidando do jardim

 

O outono é uma época bastante complexa para as plantas e uma transição entre duas estações totalmente diferentes: o verão e o inverno.

Atualizar as suas técnicas de jardinagem e paisagismo é essencial para garantir o bem-estar das plantas do seu jardim.

Confira a seguir as 5 dicas do blog para que você conserve suas plantas e as prepare para a próxima estação: o inverno.

1. Faça uma limpeza no seu jardim e inclua todos os canteiros

Manter um jardim higienizado é essencial para evitar a proliferação de fungos e bactérias. As plantas floríferas, a essa altura do ano, já pararam de florescer e esse é o momento ideal para realizar uma poda de limpeza e até mesmo arrancar as flores velhas. Isso permitirá que as plantas floresçam novamente e irá garantir a desinfecção.

Dê a devida atenção para a limpeza dos canteiros também, pois, com o passar do tempo, é possível que esses lugares acumulem sujeiras e, consequentemente, fungos, que podem vir a se espalhar pelo solo e afetar a plantação.

Avô e neto regando o jardim

 2. Verifique seu solo e, se preciso, adicione composto

Fazer uma análise do solo é essencial para garantir que a plantação terá todos os nutrientes necessários para crescer de forma saudável e eficiente.

Para fazer uma correta análise, recomenda-se que você recolha uma pequena amostra do solo e encaminhe para um laboratório. O preço dessa análise é bem acessível e preciso.

Se o seu solo estiver com alguma deficiência, você pode corrigir acrescentando matéria orgânica ou regulando o pH, por exemplo.

Os relatórios dessa análise costumam vir acompanhados de recomendações em relação a calagem, adubagem e outros quesitos, para que você trate e cultive o solo da maneira mais saudável possível.

rapaz aparando a grama do jardim

 3. Esse é o momento de plantar árvores e arbustos

O outono é a época do ano ideal para plantar novas árvores, pois é nesse período que as sementes começam a se fortalecer para as próximas estações mais favoráveis para o florescimento: a primavera e o inverno.

No entanto, existem plantas floríferas que são resistentes ao outono, e essas devem ser priorizadas no processo de plantio também.

Um bom exemplo são as orquídeas Catléias, que são duráveis nessa estação e possuem uma linda tonalidade de roxo que se mistura com o amarelado natural das flores.

pessoa plantando

 4. A fertilização é essencial

Muitos afirmam que não se deve realizar a fertilização do solo nessa época, para evitar que as plantas cresçam e, consequentemente, floresçam e criem mais folhas. No entanto, manter o solo fértil é essencial até mesmo nessa época.

Você deve, sim, evitar adubos que favoreçam o crescimento das folhas, como os que são ricos em nitrogênio.

No entanto, optar por adubos que fortalecem as raízes das mudas e de plantas mais antigas é essencial.

Nesse sentido, você pode escolher adubos ricos em fósforo e potássio, componentes químicos que fortalecem não somente as raízes, mas o próprio caule no caso de pequenos arbustos e árvores.

homem colocando mudas de planta em vasos

 5. Higienize todos os utensílios do jardim

Após realizar qualquer manutenção em seu jardim, principalmente em estações como o outono, em que há maior propensão de proliferação de fungos, é essencial higienizar e desinfetar todos os utensílios utilizados.

Você pode limpar os utensílios com uma dose de água misturada com lixívia (popularmente conhecida como água sanitária).

Essa solução consegue eliminar as bactérias e manter os itens de jardinagem conservados por mais tempo.

utensílios necessários para jardinagem e paisagismo

[Extra] Paisagismo no outono: saiba quais são as plantas ideais para cultivar nesse período

Há uma lista escassa de plantas que podem ser plantadas durante o outono, no entanto, recomenda-se fazer o cultivo de plantas em bulbo durante essa estação.

Esse tipo de planta consegue armazenar uma grande quantidade de nutrientes e de água que retiram do solo. Devido a isso, plantas desse tipo conseguem se manter bem durante a estação e costumam florescer nas estações seguintes.

As tulipas, por exemplo, são plantas do tipo bulbo e conseguem se manter muito bem durante essa estação.

Destaque para as tulipas do tipo Híbrida Darwin, que possuem uma coloração muito característica e são formadas a partir de um cruzamento entre as tulipas Fosterianas e a do tipo Darwin.

combinação de flores para jardinagem e paisagismo

Outro exemplo que serve muito bem para essa categoria de plantas são as flores do tipo Íris Holandesa. Elas possuem uma coloração em tom de roxo lindíssimo, que se destaca em qualquer tipo de jardim.

Recomenda-se plantar esse tipo de flor logo no ínicio do outono, na transição com o verão. Ela é cultivada muito bem em solos férteis e bem drenados.

pétala de flor do tipo Íris Holandesa

Outra planta bastante peculiar que pode ser plantada no outono são os Narcisos de Alperce, que são flores belíssimas que podem variar em tons de laranja, amarelo e branco.

São sustentadas por longos pedúnculos carnosos que deixam as pétalas das flores ainda mais em destaque.

Os narcisos devem ser cultivados, necessariamente, em solos fertilizados com matéria orgânica, especificamente.

conjunto de plantas

E aí, gostou das dicas do blog da Brasil Brokers? Então, fique atento a outros posts do blog relacionados ao tema jardinagem e paisagismo:

Plantas para ambientes internos

No escritório, na sala ou na varanda: essas plantas podem ser cultivadas em ambientes internos!

Plantas e flores para o seu apartamento

Conheça os tipos de plantas ideais para manter e decorar o seu apartamento.

Horta em casa

Dicas para cultivar na sua própria casa espécies de vegetais.

Postado por <brasilbrokers>
12 mar

Uma grande tendência para esse ano é, sem dúvidas, usar a cor azul Tiffany na decoração. Essa é uma coloração que combina com diversos cômodos do larQuarto pintado com a cor azul tiffany

Apostar na decoração na cor azul Tiffany é uma das maiores tendências para esse ano. Essa cor é muito versátil e se adapta muito bem a diferentes tipos de cômodos.

O azul Tiffany possui em sua composição, uma mistura com o tom marrom, o que o torna um tipo de azul diferenciado: mais aconchegante e convidativo.

A cor inclusive é referenciada pela Pantone, uma grande marca que influencia duas principais indústrias: a gráfica e a de decoração. Ela é conhecida pela marca como a cor 1837 blue.

Confira nesse post dicas de decoração para você arrasar com combinações que contam com esse tom de azul.

Parede pintada com a cor azul tiffany

(Reprodução: Pinterest)

O azul Tiffany em elementos decorativos

O azul Tiffany é uma cor muito envolvente e chamativa e, por isso, fica muito bem em elementos decorativos, como poltronas, mesas de cabeceiras, quadros, entre outros.

No exemplo abaixo, vemos o quanto as cores neutras ficam acentuadas com a presença do azul Tiffany.

As cadeiras cobertas com assentos dessa cor, deixam a cozinha ainda mais convidativa e chamam a atenção na decoração do ambiente, fazendo toda a diferença no conjunto como um todo.

Além é claro, dos detalhes na cor azul Tiffany, nas cortinas, que complementam ainda mais as cadeiras.

Azul tiffany em cadeiras

(Reprodução: Pinterest)

O azul Tiffany e as combinações de cores

O azul Tiffany é um cor muito versátil, que consegue ser combinada com outras colorações, desde as mais neutras, como o branco, até as mais chamativas, como o vermelho.

Confira a seguir algumas inspirações que vão te animar a usar essa cor na sua decoração!

Azul tiffany combinando com uma parede com tons quentes

(Reprodução: Pinterest)

Decoração azul Tiffany com branco

O branco é uma cor neutra que geralmente se adapta com vários tipos de tons, desde os mais frios até os mais quentes.

Com o azul Tiffany essa combinação não é diferente, mesmo com as variações mais claras da cor.

Na imagem a seguir, observamos que o azul Tiffany entrega para a cozinha um leve toque de cor e que se complementa muito bem com o branco.

Mesmo que você queira usar uma tonalidade mais forte, saiba que ela será muito bem combinada com o branco, em qualquer circunstância.

Azul tiffany com branco

(Reprodução: Pinterest)

Decoração azul Tiffany e vermelho

Pode até parecer estranho, mas o azul Tiffany combina muito bem com uma cor oposta: o vermelho!

A cor vermelha, quente, se complementa muito bem com a cor azul Tiffany, fria e convidativa.

O exemplo que destacamos comprova isso, uma cozinha com detalhes em vermelho ganha ainda mais vida e estilo com essa combinação inusitada.

E não fica restrito somente à cozinha: em quartos, com detalhes na colcha ou nas almofadas, a cor vermelha fica ainda mais em destaque, quando combinada com o azul.

Se você gosta de combinações diferentes, pode apostar nessa combinação para trazer ainda mais vida à sua decoração.

Azul tiffany com vermelho

(Reprodução: Pinterest)

Decoração azul Tiffany e marrom

Por ter em sua composição um tom de marrom, decorações que contam com o azul Tiffany e o marrom são muito homogêneas e trazem ainda mais a sensação de conforto.

O sofá da imagem a seguir é um exemplo claro do quanto o marrom combina com o azul Tiffany.

Numa combinação poderosa, que mescla cores em tons pastéis e duas tonalidades do azul Tiffany, foi construído um ambiente aconchegante e convidativo.

Se a sua intenção é transmitir a ideia de aconchego, pode apostar sem medo nessa combinação!

Azul tiffany com marrom

(Reprodução: Pinterest)

Decoração azul Tiffany e preto simples

Assim como o branco, o preto é uma cor neutra, que costuma combinar com a grande maioria das tonalidades de cores, principalmente com os tons mais claros.

No caso do azul Tiffany não é diferente!

O edredom da cama, que possui detalhes em preto e azul Tiffany conversam muito bem com a cortina e os travesseiros.

Podemos observar que até o rosa é acentuado com essa combinação lindíssima.

Você pode usar até mesmo, variações mais claras desse tipo de azul, caso queira acentuar o preto em alguns detalhes.

Cama nas cores Azul tiffany, rosa e preto

(Reprodução: Pinterest)

O azul Tiffany em cômodos diferentes

Já é possível observar que o azul Tiffany é uma cor que se adapta muito bem a diferentes tipos de cômodos, desde quartos à cozinhas.

Preste atenção nas dicas e inspirações a seguir sobre como usar essa cor em cada cômodo!

Mesa da cozinha na cor Azul tiffany

(Reprodução: Pinterest)

Azul Tiffany no quarto

Em um quarto, o azul Tiffany pode ser usado tanto em elementos decorativos, quanto na cor da colcha, ou em quadros e mesas de cabeceiras, como nas paredes.

O exemplo a seguir é uma combinação poderosa, entre o branco, o cinza e o azul Tiffany.

Uma única parede com essa cor, entrega para o quarto todo o destaque necessário para criar o estilo na medida certa.

Os outros elementos se complementam muito bem, principalmente com uma variação muito clara desse tipo de azul em linhas no papel de parede.

Na hora de decorar seu quarto, não tenha medo de apostar nessa cor, pois os resultados surpreendem.

quarto com parede pintada de Azul tiffany

(Reprodução: Pinterest)

Azul Tiffany na sala

Seja na sala de estar ou na sala de jantar: apostar nessa variação de azul pode fazer toda a diferença.

A mobília com essa tonalidade é a grande aposta e pode aparecer na cor dos sofás, cadeiras, poltronas e até nos tapetes.

O exemplo a seguir comprova o quanto um simples detalhe com o azul Tiffany, pode fazer toda a diferença na decoração do ambiente.

Uma única poltrona com essa tonalidade de azul, complementada com pequenos detalhes nas almofadas do sofá, acentua ainda mais a combinação de cores do espaço.

A dica é apostar em móveis coloridos nesses espaços, pois eles se destacam ainda mais com a ajuda do azul Tiffany!

Poltrona da sala na cor Azul Tiffany

(Reprodução: Pinterest)

Azul Tiffany na cozinha

Na cozinha, o azul Tiffany fica especialmente em destaque quando é usado nas bancadas e nos armários.

O exemplo abaixo comprova muito bem isso: armários coloridos que fazem a diferença na decoração da cozinha e tornam o ambiente extremamente convidativo.

Vale ressaltar que se você quiser usar o azul nas paredes, opte por comprar mobílias com cores mais neutras e com tons pastéis, para que todos os elementos fiquem equilibrados.

Armário da cozinha na cor Azul Tiffany

(Reprodução: Pinterest)

E aí, gostou das dicas? Então conheça o blog da Brasil Brokers!

Para saber mais leia os artigos relacionados com o tema e inspire-se com as dicas:

Tendências de cores: Saiba mais sobre as cores tendências desse ano

Decoração de Kitnet: Pode parecer impossível decorar uma kitnet, mas com as dicas certas, você consegue!

Tendências de móveis para 2019: Fique por dentro das novidades sobre os móveis desse ano. Confira!