Voltar para home.
Postado por <admin>
09 jan

Cachorro em apartamento: 6 dicas para manter a organização

Dividir o lar com um cachorro não é uma tarefa fácil, principalmente se o local for pequeno demais. No caso dos apartamentos, é preciso ter atenção redobrada com os bichinhos de estimação, afinal, cada animal tem suas próprias necessidades e comportamentos que precisam de atenção redobrada do dono.

Para ajudá-lo nessa missão que pode parecer trabalhosa em um primeiro momento, o blog da Brasil Brokers separou seis dicas para ter cachorro em apartamento de forma organizada e confortável para ambas as partes. Confira o nosso post e cuide do seu amigão da forma que ele merece.

cachorro em apartamento

1. Escolha bem a raça

Existem raças de cachorro que são ideais para ter em apartamento: yorkshire, shihtzu, buldogue, pug e poodle são as mais indicadas. Há raças que não latem demais nem se incomodam em viver com pouco espaço, além de serem fácilmente adestradas. Entretanto, vale lembrar que há vários cachorros sem raça que estão precisando de um lar. Então, que tal adotar um vira-lata pequeno para morar com você?

Raças de Cachorro em apartamento

2. Tenha um espaço para ele

Montar um cantinho no apartamento para que o cachorro possa descansar é algo fundamental, principalmente se você não quer que ele suba nos móveis. O ideal é montar esses espaços nos locais menos movimentados, como no próprio quarto do dono ou próximo de onde o cachorro se alimenta e faz suas necessidades. Para os cães pequenos, vale a pena conferir as caminhas fechadas e com tecido acolchoado.

Cama de cachorro em apartamento

3. Saia para passear

É super importante sair para passear com o cachorro, seja de manhã, de tarde ou as duas vezes. Reservar esse tempo para dar um volta com o cão vai fazer bem para os dois: você respira um pouco de ar puro e ele gasta as energias depois de muito tempo dentro de casa. Há muitos parques e praças que são voltados apenas para essas atividades, onde o animal pode correr e brincar à vontade.   

4. Ensine-o a fazer as necessidades no lugar correto

Ensinar o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo é uma das atividades mais trabalhosas para quem vive em apartamento. É muito importante que o animal faça o número 1 e o número 2 fora de casa, na hora do passeio ou em momentos selecionados do dia. Entretanto, isso pode fazer com que o cachorro dependa apenas do dono para fazer as suas necessidades – ele pode, por exemplo, passar muito tempo segurando o xixi, o que pode levar a uma infecção urinária.

O indicado é unir as duas coisas: saia para passear e coloque um jornal ou tapete higiênico em pontos da casa, para que ele possa aprender a fazer xixi e cocô também nesses locais. Algumas raças e filhotes podem demorar para aprender isso, então, tenha paciência com eles.   

5. Dê banho frequentemente

O cachorro que vive em apartamento precisa tomar banho frequentemente, de preferência uma vez por semana. Leve o cãozinho a um pet shop de confiança ou dê banho em casa e compre produtos para um banho seco e controle de pulgas. No mesmo dia em que o animal tomar banho, também é bacana fazer um limpeza na caminha onde ele dorme e nos brinquedos que utiliza.

banho no cachorro em apartamento

6. Cuide do excesso de pelos

Raças como poodle e yorkshire acabam soltando muito pelo, algo que pode ser bastante desagradável caso você tenha rinite ou algum tipo de alergia. Aspirador de pó, vassoura e rolo adesivo são grandes aliados na hora de retirar os pelos que ficam grudados em móveis, lençóis e peças de roupa. Manter a tosa em dia e os pelos escovados também são ótimas práticas para ter o apartamento sempre limpo.

E aí, pronto para ter um cachorro em apartamento? No começo, pode ser um pouco trabalhoso, mas, com o tempo, o animal acaba se acostumando com o seu dia a dia e, você, com o comportamento dele. Então, não perca tempo na hora de adotar um novo amigão para o seu lar!

No blog da Brasil Brokers você encontra dicas de decoração, organização e muitas outras práticas para o dia a dia. Confira os nossos posts!

Comentário: Nenhum comentário