Voltar para home.
Postado por <brasilbrokers>
22 maio

Tipos de condomínio: você sabe quais tipos de condomínio existem?

Você sabe quais tipos de condomínio existem? Essa pode ser uma informação que passa despercebida, mas faz a diferença quando se pensa em fazer negócios imobiliários – compra, venda ou aluguel de imóveis.

sacadas de apartamento suspensas

Reprodução: Pinterest

São tantas informações e especificidades que fica fácil se perder nos temas do mercado e errar na hora da diferenciação dos termos.

Por isso, separamos, de forma simples e didática, informações sobre os tipos de condomínio existentes para solucionar essa questão.

Com essas informações, você fica preparado para decidir sobre seus negócios imobiliários e usar os termos corretos de cada segmento.

Afinal, quando o assunto é condomínio, qual a primeira imagem que aparece em sua mente?

Se você pensou na imagem de um prédio, saiba que esse é o exemplo mais conhecido e associado ao tema. Contudo, não é o único!

Assim, o prédio (condomínio edilício) costuma ser o mais próximo e comum do dia a dia das pessoas. Diferentemente de quem mora em casas, quem reside em prédio não tem a opção de pertencer ou não a um condomínio por questões legais. Assim, torna-se popular a associação de um prédio a condomínio.

Confira o que separamos sobre o tema: saiba mais tipos de condomínio e conheça um pouco mais sobre os termos usados no mercado, a fim de diferenciá-los.

Condomínio vertical e horizontal: será que você sabe diferenciar os modelos de construção condominial?

Apesar da aparente facilidade na assimilação e de conhecimento intuitivo, alguns termos são técnicos e vindos do meio jurídico. Com isso, certas nomenclaturas podem ser confusas ou, até mesmo, levar ao erro.

Sabe diferenciar condomínio horizontal e condomínio vertical? E o condomínio edilício, você conhece?

Assim, sem mais delongas, vamos esclarecer os tipos de condomínio, conforme a sua elaboração, para que você fique apto a decidir, com maior clareza, qual formato atende às suas necessidades.

Condomínio horizontal

Se você pensou que esse é aquele tipo de condomínio muito comum nas cidades do interior, onde há uma reunião de casas, então você… errou!

 

condomínio de apartamentos horizontal

Reprodução: Pinterest

O condomínio horizontal é aquele em que as unidades privativas, parcelas da propriedade pertencentes aos condôminos, estão dispostas horizontalmente: uma acima da outra.

Portanto, o termo correto para chamar os condomínios que possuem a construção de um prédio, segundo o Código Civil brasileiro (regulador desse tipo de relação), é condomínio horizontal.

Deu um nó na cabeça? Pode parecer estranho, mas, em razão dos termos aplicados serem provenientes da área jurídica, é necessário certo esclarecimento para não falar bobagem, não é?

Condomínio vertical

Agora ficou mais fácil, não é mesmo? Se o condomínio horizontal é aquele que conhecemos como prédio, por consequência o condomínio vertical é aquele constituído por casas. Isso mesmo!

condomínio de casas similares

Reprodução: Pinterest

O condomínio vertical é aquele em que as frações condominiais são divididas de forma vertical e, portanto, paralelas uma à outra.

Assim, se você mora ou pretende morar em um condomínio residencial composto por casas, saiba que o termo correto para esse caso é condomínio vertical.

Condomínio edilício: saiba o significado correto do termo

Você já ouviu falar de condomínio edilício, mas não sabe o que significa?

aglomerado de condomínios de edifício

Reprodução: Pinterest

Os condomínios são regulados por disposições legais (aquelas advindas da lei) e disposições convencionais (aquelas originadas num acordo de vontade entre as partes – o contrato).

A regulação condominial está presente no Código Civil de 2002 e apresenta termos técnicos que são incorporados e utilizados no mercado imobiliário.

Muitas vezes, os termos jurídicos são reproduzidos de forma incorreta e causam confusão.

Assim, conheça o condomínio edilício e saiba diferenciá-lo de seu par, dentro do mesmo gênero de condomínios.

Apesar da falsa cognição causada pela nomenclatura, o condomínio edilício nada tem a ver com um condomínio exclusivamente de prédios ou edifícios (condomínio horizontal). Contudo, o termo também pode ser destinado para denominar um condomínio de prédios, assim como o de casas (condomínio vertical).

O condomínio edilício, em termos jurídicos, é uma espécie de condomínio: diferencia-se pela existência de áreas privativas, além das áreas comuns no condomínio. Ou seja, existem frações ideais da propriedade que correspondem somente a um condômino, e não ao todo.

Ao passo que, sem essas características, a espécie de condomínio, assim tratada pelo Código Civil, é chamada de Condomínio Geral:  constituído somente por áreas comuns divididas entre os condôminos. Nesse caso, não haveria essa separação de propriedade, sendo que todos os condôminos possuiriam direito à integralidade da propriedade. O Condomínio Geral possui outros regramentos e é tratado de forma apartada.

Quanto à destinação do imóvel: entenda os tipos de condomínio conforme a sua utilização

Fator essencial em qualquer negócio imobiliário, é necessário ter com clareza qual é o objetivo da realização do negócio.

Assim, uma forma de garantir um bom negócio é identificar as suas necessidades e o que você espera de retorno com a transação.

Para tanto, conhecer os tipos de condomínio é primordial para encontrar o imóvel ideal para você ou para a sua empresa.

Por isso, separamos os tipos de condomínio para pontuar as vantagens negociais de cada termo.

Condomínio residencial

casa em condomínio residencial

Reprodução: Pinterest

Destinado à moradia, o condomínio residencial está pautado nas leis do Código Civil, contando com direitos de vizinhança, além das disposições convencionadas entre os próprios condôminos.

Isso porque a questão de existirem áreas comuns entre os condôminos demanda certa regulação para manutenção da harmonia e do bem-estar.

Além disso, os condomínios residenciais são procurados por, normalmente, contar com boa estrutura de segurança: câmeras, cercas elétricas, sensores, portarias monitoradas e agentes especializados.

Quanto aos tipos de condomínio residencial, existem opções para todos os gostos e bolsos.

Desde os loteamentos fechados mais simples, com casas arquitetonicamente idênticas, até condomínios de luxo, com propriedades imensas e que, na área comum, contam com campos de golfe, helipontos e spa.

Por outro lado, nas grandes cidades são mais comuns os condomínios compostos por apartamentos.

Assim, os apartamentos são soluções espaciais e financeiras para grandes centros, onde o preço do metro quadrado é de valor superior à possibilidade de muitas pessoas.

Entretanto, com novos perfis e uma nova situação econômica do país, também surgiram novos tipos de empreendimento, que têm sido muito prósperos.

O diferencial está acerca das vantagens e dos benefícios incorporados ao condomínio: são playgrounds, espaços gourmet, piscinas e até mesmo academias muito tecnológicas – tudo nas áreas comuns.

Em contrapartida, se você busca tranquilidade, curte a natureza e gosta muito de espaço, a sua opção ideal está nos condomínios residenciais ou de chácaras.

Esses imóveis, localizados em regiões serranas ou interioranas, estão aptos a proporcionar o melhor que uma vida no campo pode oferecer: tranquilidade, paisagem naturalmente bonita, muito verde e, se der sorte, até o canto dos pássaros no fim da tarde.

casa com piscina

Reprodução: Pinterest

Os condomínios de chácaras também são uma ótima opção de veraneio para quem quer desestressar nos fins de semana.

Seja qual for o tipo de condomínio, a dica é avaliar quais são as suas principais necessidades, pois isso irá determinar o sucesso de sua busca.

Condomínio comercial

Os condomínios comerciais, como o próprio nome diz, são destinados para fins comerciais e negociais. Assim, se você procura um local para estabelecer a sua empresa ou atender os seus clientes, esse é o tipo de condomínio que deve buscar.

É bom saber que esse tipo de condomínio também possui regulamentação própria, convencionada e legal, além de condições específicas determinadas pela natureza da atividade profissional que se pretende exercer.

São pontos importantes para se avaliar na busca de um condomínio comercial: a localização, as regras condominiais, a compatibilidade do exercício da sua atividade com a dos outros condôminos e a clientela associada ao ambiente.

apartamentos modernos

Reprodução: Pinterest

Tratando-se de uma vizinhança, como qualquer outra, é necessário que ela seja compatível com seus objetivos e necessidades negociais. Se o perfil da sua empresa é mais corporativo, busque um condomínio comercial que imprima os valores de sua empresa: afinal, ele será, literalmente, a sua fachada.

Condomínio misto

O condomínio misto é o que demanda maior trabalho e paciência por parte dos condôminos, pois, em se tratando de destinações diferentes (moradia e comércio), as necessidades visadas com a locação/compra do imóvel são diferentes.

Conheça bem quais atividades comerciais são praticadas antes de pensar em residir em um condomínio de uso misto, ou avalie as vantagens e desvantagens de estabelecer um negócio em uma área também residencial.

Tipos de condomínio: se surpreendeu?

Esperamos que o tema de tipos de condomínio tenha despertado a sua curiosidade no assunto para buscar novas informações.

Para não pecar nos detalhes, conhecimento é a palavra de ordem. Além disso, para fechar um negócio imobiliário, a busca por informações é fator determinante. Fique atento e escolha o melhor para você!

Comentário: Nenhum comentário