Escolha a Cidade:

Voltar para home.
Postado por <brasilbrokersoficial>
01 nov

As janelas são ótimos espaços para colocar flores. Além de deixar a vista romântica, colorem e perfumam a casa!

Renault Philippe Hemis - Corbis

Cada flor exige um tempo de sol e o momento certo para regar . Observe durante alguns dias o período em que o sol bate, a quantidade de vento e se a chuva molha a planta. Você precisa dessas informações para decidir se a planta vai ser de sombra, meia sombra ou sol pleno. Isso também vai ajudar a definir a periodicidade da água. O tipo de vaso vai variar com o tamanho da planta e também com o espaço que você tem disponível.

O que plantar

Até 4h diárias de sol: Flores de pétalas finas e arbustos de folhas delicadas são resistentes ao sol pleno.
Tipos de plantas: Rosa, jasmim, hortelã, alecrim, girassol, orégano, salsinha, manjericão
Rega: três vezes por semana

De 2 a 4h de sol: Como a quantidade de sol é maior, as plantas merecem cuidado especial. As folhas não podem estar molhadas enquanto estiverem pegando sol, pois podem ser queimadas pelos raios. O recomendado é que sejam regadas no fim da tarde.
Tipos de plantas: Antúrio, lanterna japonesa, camarãozinho, brinco-de-princesa
Rega: Uma ou duas vezes por semana

Menos de 2h de sol: mantenha sempre a terra úmida, mas sem encharcá-las. O ideal para elas é um local bem ventilado, mas úmido e quente.
Tipos de plantas: Bromélia, samambaia, renda-portuguesa, maria-sem-vergonha
Rega: Três vezes por semana

Muito vento diariamente: Bloqueie o vento excessivo instalando cercas de madeira nas laterais da janela e plante nelas espécies de trepadeiras, que são charmosas e ajudam a manter a privacidade do seu lar.
Tipos de plantas: Hera, cheflera, lambari, singônio, grama amendoim
Rega: Varia de acordo com a espécie escolhida 

Sean-Malyon / Corbis

 

Como preparar o vaso

1. Deve ter furos no fundo, para que escorra o excesso de água. Os de plástico retêm umidade e os de barro são mais arejados.

2. Use cacos de telha ou pedras para fazer uma camada de cinco centímetros no fundo do vaso. Isso permite que a água passe e impede que a terra saia pelos furinhos.

3. Misture terra vegetal e composto orgânico em partes iguais e coloque no vaso, fazendo uma cova para receber a muda.

4. Tire a planta do saquinho em que ela vem, tomando cuidado para não mexer muito nas raízes. Ela sairá mais fácil se estiver com a terra úmida. Uma dica é mergulhar o saquinho num balde por alguns minutos para facilitar a retirada da muda.

5. Centralize a planta no vaso e envolva o torrão de raízes deixando a terra um ou dois centímetros mais baixa que a borda do vaso. Isso evita que ela transborde a cada rega ou chuva.

6. Evite colocar pedriscos sobre a terra das espécies que ficam no sol direto – isso impedirá que a água evapore, deixando as raízes “cozidas”.

Em dicas para o lar
, , , ,

Comentário: Nenhum comentário

Deixe seu recado