Escolha a Cidade:

Postado por <brasilbrokersoficial>
13 dez

Foto: by © Tetra Images/Corbis

Momento de receber o 13º salário e também para decidir o que fazer com ele. Muitas pessoas aplicam na poupança, por exemplo, para cobrir uma despesa inesperada nos próximos meses. Outras guardam para os gastos do primeiro trimestre do ano, quando IPVA, IPTU, matrícula escolar e material didático costumam tirar o sono.

Mas você já pensou em utilizar esse dinheiro para pagar parcelas atrasadas ou, até mesmo, adiantar as futuras prestações do financiamento da casa própria? O 13º salário pode ser uma alternativa para regularizar débitos com imóveis, abater juros das parcelas ou ainda dar entrada em um financiamento imobiliário. Para o presidente da Associação dos Mutuários de SP e Adjacências – AMSPA -, Marco Aurélio Rodrigues Luz, o dinheiro extra, junto com as economias, caso haja, pode ser útil na diminuição do valor do financiamento.

Segundo Luz, quem pretende pagar as prestações que estão para vencer vai fazer uma boa escolha. “Usar a gratificação de Natal na amortização antecipada reduz o saldo devedor e, consequentemente, provoca o recálculo da prestação e diminui as parcelas futuras”, afirma. Já se o valor for usado para quitar o financiamento, o ideal é negociar com a financeira e pedir um desconto nas parcelas ou nos juros.

Para aqueles que desejam adquirir um imóvel através de financiamento, antes de fechar o negócio é necessário tomar alguns cuidados para evitar inadimplência. Peça uma planilha do banco com a projeção de todas as parcelas do financiamento, incluindo as taxas extras e os seguros, inclusos na prestação. Coloque todas as despesas no papel e, junto com a família, verifique se as prestações não vão comprometer mais do que 30% da renda.

 

Fonte:  InfoMoney / redimob.com.br

Em Mercado Imobiliário
, , , , , ,