Escolha a Cidade:

Voltar para home.
Postado por <brasilbrokersoficial>
26 mar

A cortina é um elemento fundamental na decoração da casa e, se rolar um deslize na sua escolha, pode acabar se transformando em algo decepcionante. O mercado oferece inúmeras opções. Pode-se ter cortinas formais ou descontraídas, de cores, tecidos e padrões diversos. Você pode até mesmo garimpar tecidos diferentes em viagens e pedir para uma costureira fazer uma cortina exclusiva.

De acordo com a arquiteta Lulu Andrade, para começar, tenha em mente qual será a função desta cortina em cada cômodo. Pois, mais do que bonitas, elas precisam ser funcionais. Se a pessoa preferir ter o foco do cômodo em seu mobiliário, por exemplo, a escolha indicada para a janela é uma cor natural ou neutra. “Por ser um dos elementos mais importantes da decoração, melhor optar por tons tradicionais entre o branco e o bege, ou por cores terrosas também”, aconselha a profissional.

A neutralidade da cor branca foi a escolhida para a cortina desta sala. Crédito: Adoro Arquitetura

Cores ou estampas são boas opções para os quartos, que costumam ter propostas de decoração diferentes das de uma sala, por exemplo. Pode-se usar padrões temáticos, florais, poás, patchworks e muito mais. “Uma alternativa para quem quer dar esse toque alegre são as barras – 30 cm de um tecido diferente no fim do comprimento da sua cortina antiga podem deixá-la com cara nova”, sugere a arquiteta. 

Cortinas alongadas ajudam a disfarçar o tamanho da janela e da parede. Crédito: Adoro Arquitetura

Vale ficar atento na hora de calcular o comprimento do acessório. Para Lulu Andrade, cortinas mais compridas alongam visualmente a altura do cômodo. Segundo a arquiteta, a tendência é que as cortinas se estendam até um centímetro acima do chão e que modelos mais longos são um ótimo truque para disfarçar o tamanho da janela e da parede”. Já as mais curtas podem deixar o clima mais casual. “Neste caso, é indicado que a cortina se estenda até 20 cm abaixo do peitoral da janela”, complementa Lulu.

Comentário: Nenhum comentário

Deixe seu recado