Escolha a Cidade:

Postado por <brasilbrokersoficial>
21 fev

Muito se fala na aquisição do imóvel novo ou usado, mas o mercado imobiliário também oferece a opção de se comprar um terreno para construir a casa dos sonhos. Você já parou para pensar nisso? É certo que a possibilidade é mais concreta em cidades ou capitais menos adensadas, como Goiânia, pois ainda há uma boa disponibilidade de grandes áreas para se fazer loteamentos, mas vale ficar de olho em todas as praças, se você decidir levar a ideia à prática.

De acordo com o gerente de Inteligência Imobiliária e Mídias Digitais da Brasil Brokers Tropical, Cloves Neto, a capital goiana tem uma grande demanda por empreendimento tanto de loteamentos abertos (destinado para se tornar um novo bairro com a construção de imóveis mais populares e que conta com a parceria da prefeitura) como fechados (condomínios para a construção de casas de alto padrão).

O empreendimento Aldeia do Vale, em Goiânia, possui 18 lagos e um centro equestre.

“Os lançamentos desse tipo de empreendimento acontecem em áreas da periferia da região metropolitana de Goiânia . E como a cidade ainda não possui um trânsito intenso como em São Paulo e Rio de Janeiro, quem compra um terreno pensa em subir a casa do jeito que sempre desejou e vislumbra a melhoria da qualidade de vida, podendo ir e vir sem maiores problemas”, explica Neto.

Em áreas mais adensadas como as metrópoles do Rio e São Paulo, é menos comum ter empreendimentos voltados para a comercialização de lotes pois não existe a disponibilidade de terrenos. Para o diretor da Brasil Brokers na capital fluminense, Mario Amorim, quando isto ocorre, a localização é essencialmente em bairros mais afastados do centro como Recreio, Vargem Grande e Vargem Pequena –  devido ao fato de o plano diretor destas localidades não permitir a verticalização dos empreendimentos.

Perspectiva de uma das casas do empreendimento Art Life, da Performance, no Rio de Janeiro.

“Fora da capital, somente em municípios como Maricá e Itaguaí se encontram mais esses tipos de produtos porque existem áreas livres para isso. Quando nos voltamos para dentro de uma grande metrópole, as incorporadoras optam por verticalizar o empreendimento por ser mais vantajoso”, comenta Amorim.

Em Mercado Imobiliário
, , ,