Escolha a Cidade:

Postado por <brasilbrokersoficial>
01 set

Estudo inédito realizado pela Brasil Brokers constatou que 75% das pessoas que compram imóveis em Niterói residem no próprio município. Entre as pessoas vindo de outras localidades 10% são procedentes de São Gonçalo, 7% do Rio de Janeiro e 1% de Maricá, sendo que os 7% demais são provenientes diferentes regiões. Isso demonstra que Niterói, que possui o maior Índice de Desenvolvimento Habitacional (IDH) do estado e um dos maiores do país, tem sua população crescendo muito mais “organicamente” que por um movimento de migração.

Porém, para abrigar esse incremento populacional, a antiga capital do estado do Rio possui atualmente um índice de verticalização da ordem de 42%. Isso é superior que grandes cidades como São Paulo, com 28%, e Rio de Janeiro, com 38%. Na comparação com as cidades vizinhas, a diferença é maior ainda. São Gonçalo possui apenas 8% dos domicílios edificados como apartamentos e as vizinhas Itaboraí e Maricá possuem somente 1% de construções verticais.

Vista da rampa de acesso do Museu de Arte Contemporânea (MAC) e no fundo os prédios da orla de Niterói. Crédito: © Lisa Wiltse/Corbis

Vista da rampa de acesso do Museu de Arte Contemporânea (MAC) e no fundo os prédios da orla de Niterói. Crédito: © Lisa Wiltse/Corbis

A pesquisa aponta que esse índice de verticalização deve aumentar ainda mais. A maioria dos compradores de imóveis possui de 25 a 54 anos e está crescendo, o que demonstra a continuidade da demanda para compra de imóveis nos próximos anos. De acordo com dados do IBGE, em 2000 havia 200 mil niteroienses nessa faixa etária (44% do total de habitantes do município). Já em 2010 o percentual desse grupo passou a ser de 47%, cerca de 221 mil cidadãos.

Outro ponto verificado pelo estudo é que o município se destaca no estado pelo grande desenvolvimento imobiliário nos últimos anos. Dados apontam que 2200 apartamentos foram lançados por ano na cidade, de 2009 a 2014. Apesar do preço mediano do metro quadrado dos imóveis lançados em 2014 em Niterói ter sido de R$ 7.360,00, esse valor no lançamento já chegou a superar o patamar dos R$ 10 mil no bairro de Charitas, deixando para trás valores praticados nos bairros mais valorizados da capital fluminense.

Em Institucional
, ,
Postado por <brasilbrokersoficial>
08 fev

A cada dia cresce o número de pessoas que deixam de trabalhar dentro de empresas e escritórios para trabalhar de casa. Para aqueles que moram em espaços pequenos e acham que o tamanho do ambiente pode ser um obstáculo, algumas dicas e truques podem  mudar esse pensamento. É possível fazer um home office em um espaço pequeno! Você pode criar um escritório em casa sem complicações, tudo que você vai precisar é encontrar um pequeno recinto dentro de casa e criatividade para criar o seu próprio escritório doméstico.

A maior parte de nossas vidas passamos estudando ou trabalhando, por esse motivo é importante que o ambiente de home office seja inspirador. Uma das coisas mais importantes para se lembrar durante o projeto de pequenos escritórios em casa, é empregar de decoração, mobiliário, mesas e armários que não ocupem muito do espaço para as pernas. Se o espaço já for limitado, a melhor maneira de maximiza-lo é ajustar os móveis da forma mais inteligente possível. “Como o espaço já é reduzido vale a pena investir numa cadeira confortável e que privilegie a ergonomia. Estas opções têm valor elevado, mas valem cada centavo”, comenta a arquiteta Lulu Andrade da Adoro Arquitetura.

Para muita gente a ideia de um escritório em casa é vista como um luxo, mas trabalhar de um laptop no sofá por longas horas não é o ideal, então essa ideia divertida de “escritórios portáteis / dobráveis” parece ser a solução perfeita. Foi pensando nisso que o Home Made Modern (homemade-modern.com) fez um passo a passo de como montar um home office com elementos fáceis de serem achados. O conceito de pendurar uma cadeira na parede pode até parecer estranho, mas dá ao ambiente um ar moderno e arrojado.

hmm_ep24_foldupoffice_pcard (1)

Crédito: HomeMade Modern

Uma ótima maneira de ter um escritório em casa em um espaço pequeno é converter seu armário para um escritório. Criar um home office dentro de um armário também é um excelente jeito de mantê-lo escondido quando as visitas chegam!

Home office dentro do armário, ótima opção para quem tem pouco espaço. Crédito: Blog Ariane Lima Arquitetura.

Home office dentro do armário, ótima opção para quem tem pouco espaço. Crédito: Blog Ariane Lima Arquitetura.

Se o ambiente não tiver uma boa iluminação é sempre bom recorrer para as luminárias de mesa. Para Lulu Andrade, na hora da escolha da lâmpada, o ideal é optar pelas fluorescentes ou leds. “Elas não emitem quase nenhum calor e produzem luz homogênea o que dará conforto na hora da leitura e do trabalho”, finaliza a arquiteta.

Confira abaixo algumas inspirações para criar o seu próprio home office:

Home office moderno no canto da escada. Crédito: Decoist.com.

Home office moderno no canto da escada. Crédito: Decoist.com.

foto 03 - home office

Crédito: {decô}.

Home office super compacto, com escrivaninha, prateleiras e nichos. Quando você precisar usar basta abrir para acessar a bancada! Crédito: {decô}.

Home office super compacto, com escrivaninha, prateleiras e nichos. Quando você precisar usar basta abrir para acessar a bancada! Crédito: {decô}.

Para quem não quer que o home office fique visível o tempo todo. Crédito: Rosamundo.

Para quem não quer que o home office fique visível o tempo todo. Crédito: Rosamundo.

 

 

 

Em Decoração
, , , , , , , , , , ,