Escolha a Cidade:

Postado por <brasilbrokersoficial>
08 out

Quem tem criança em casa sabe que organizar o quarto infantil não é uma tarefa simples. Os brinquedos vão se multiplicando e com eles a bagunça vai ficando em evidência. Para os ambientes com pouco espaço, o excesso de coisas espalhadas pode ser o inimigo número um da arrumação. Por isso, a palavra-chave em um quarto de criança é organização.

Para deixar tudo no lugar, há vários truques fáceis para seguir, basta colocar a criatividade em ação. Invista sempre em organizadores, caixas, cestos, baús, armários, cômodas, nichos e racks. Uma ótima opção são as caixas transparentes que facilitam e harmonizam a organização, dando aquela ajuda para a criança encontrar um brinquedo, evitando a formação de uma pequena bagunça já no início das brincadeiras.

As prateleiras também são ótimas aliadas. Em diferentes cores, ela pode ser classificada por tipo de brinquedo. O espaço existente debaixo das camas também deve ser considerado. Ele pode ser utilizado para guardar brinquedos pequenos ou até mesmo os lençóis infantis e as roupas de cama.

Confira algumas decorações abaixo e inspire-se para organizar e redecorar o quarto dos pequenos!

criança1

 

quarto-infantil-organizado

quarto2

 

organização2

Em Decoração
, , , , , ,
Postado por <brasilbrokersoficial>
11 out

A casa tem todos os seus espaços definidos e em utilização e a família recebe a notícia de que vai ganhar mais um integrante. Porém, não tem como fazer uma obra no momento para preparar um cômodo a fim de abrigar o novo morador. O jeito será dar novos destinos a alguns espaços em uso para se adequar a nova realidade. Como, por exemplo, transformar o quarto que era usado como escritório em quarto do bebê.

De acordo com a arquiteta Lulu Andrade, uma dica é a de aproveitar os imóveis existentes dando uma nova funcionalidade. Por exemplo: a antiga escrivaninha do escritório pode virar um móvel para trocar as fraldas do bebê. “Como a escrivaninha é mais baixa que uma cômoda é possível adaptar a altura comprando ou mandando fazer um trocador de fraldas acolchoado que ficará apoiado sobre o móvel”, explica a profissional.

Os adesivos coloridos são uma opção para dar uma nova cara ao móvel que está sendo reaproveitado para o quarto do bebê. Crédito: Adoro Arquitetura

A outra dica é investir na iluminação. De acordo com a arquiteta, luminárias de papel são uma ótima solução para quem está com a verba curta, sem contar que permite se criar um clima aconchegante para que o bebê durma e que a mãe se sinta confortável durante a amamentação.

Geralmente os pais preferem que o quartinho do bebê seja todo em tons claros, inclusive os móveis. Para Lulu, não há nenhum mal nisso, mas ela sugere que se ouse um pouquinho e se escolha algum elemento para que seja colorido. Podendo ser em uma parede, a estampa das almofadas ou os nichos ou prateleiras onde ficarão os brinquedos. “Cores vibrantes estimulam as crianças e elas adoram”, completa.

Antigo escritório da casa transformado em quarto de bebê, a arquiteta Lulu Andrade sugeriu fazer desenhos com cores fortes nas paredes para “quebrar” o branco dos móveis. Crédito: Adoro Arquitetura

Em Decoração
,
Postado por <brasilbrokersoficial>
28 jan

Está precisando decorar um ambiente sem grandes gastos mas de forma bem criativa? Você pode começar focando no quesito iluminação e uma boa opção são as famosas luminárias japonesas de papel. De acordo com a arquiteta Lulu Andrade, além de oferecerem um bom custo-benefício, essas luminárias dão um clima especial para qualquer ambiente, podendo ser usadas tanto em residências quanto em uma loja.

A profissional utilizou recentemente essas luminárias em dois projetos. O primeiro foi para um quarto de criança cujo tema era o espaço sideral. Nele, luminárias coloridas foram afixadas no teto para se passar por planetas e dar uma ideia de profundidade em relação ao desenho feito nas paredes. No centro do cômodo, o destaque é para a luminária com a Terra desenhada.

As luminárias japonesas de papel usadas como “planetas” no quarto de criança.

No projeto para um estabelecimento comercial, a arquiteta decidiu adotar uma solução que proporcionasse baixo custo para o lojista. O desafio, no caso, foi o tamanho do espaço – grande – e o pé direito bem alto. Para que não se tornasse um objeto isolado no ambiente, a ideia foi colocar várias luminárias penduradas pelo teto e em alturas diferentes, o que fez que se tornasse um elemento de identificação da loja de roupas.

Pé direito bem alto da loja de roupas possibilitou que as luminárias fossem dispostas em diferentes alturas.

Essas luminárias podem ser encontradas facilmente no mercado. Nas grandes redes de lojas de decoração, o preço da luminária branca fica em torno de R$ 40,00. As coloridas ou com desenhos podem chegar a cerca de R$ 60,00. Já em locais como os comércios populares da Rua 25 de março, em São Paulo, e da região conhecida como Saara, no centro do Rio, os preços caem bastante.

Mas Lulu Andrade faz um alerta. “Antes de comprar verifique a qualidade do papel. Se for fino demais não leve, pois há risco de rasgar quando abrir a luminária.” A profissional informa também que o bocal da luminária costuma ser vendido separadamente.

Em Decoração
, , , ,