Clicky

O que esperar para o mercado imobiliário carioca em 2023

Nos últimos anos, o mercado imobiliário do Rio de Janeiro tem passado por várias transformações e desafios. Com a crise econômica e a pandemia do COVID-19, muitas pessoas tiveram que repensar suas prioridades e adaptar seus estilos de vida. Como resultado, o mercado imobiliário carioca tem sofrido algumas mudanças significativas. Mas o que esperar para o mercado imobiliário carioca em 2023?

1. Maior demanda por imóveis maiores e mais espaçosos

Com as mudanças provocadas pela pandemia, muitas pessoas passaram a trabalhar em casa e a valorizar mais o espaço e o conforto de suas casas. Além disso, com a retomada do turismo e eventos na cidade, é possível que haja maior procura por imóveis maiores para locação temporária. Portanto, espera-se que haja uma maior demanda por apartamentos e casas maiores e mais espaçosos.

2. Crescimento de bairros mais afastados do centro

Com o aumento do trabalho remoto, muitas pessoas passaram a valorizar mais a qualidade de vida e a procurar por bairros mais afastados do centro, que ofereçam mais tranquilidade, natureza e espaços abertos. Alguns exemplos são bairros como a Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Vargem Grande, que têm se destacado como opções mais procuradas por quem busca mais espaço e qualidade de vida.

3. Maior interesse por imóveis sustentáveis

Nos últimos anos, tem havido um crescente interesse por imóveis mais sustentáveis e que ofereçam uma pegada ecológica menor. Isso se reflete em uma maior procura por imóveis que utilizem tecnologias verdes, como energia solar, sistemas de reuso de água, entre outros. Esse interesse deve continuar crescendo em 2023, à medida que mais pessoas buscam formas de viver de maneira mais sustentável e consciente.

4. Maior uso de tecnologias para compra e venda de imóveis

Com o avanço da tecnologia e a popularização dos aplicativos e sites de imobiliárias, espera-se que mais pessoas utilizem essas ferramentas para comprar e vender imóveis. Isso pode incluir o uso de realidade virtual para visitas virtuais aos imóveis, assinatura digital de contratos, entre outras facilidades oferecidas por plataformas digitais.

5. Retomada do mercado de aluguel

Com a retomada do turismo e eventos na cidade, é possível que haja uma maior procura por imóveis para locação temporária. Além disso, com a flexibilização do trabalho remoto, muitas pessoas passaram a buscar novas experiências e a viajar mais, o que pode aumentar a demanda por imóveis para locação de curto prazo. Portanto, espera-se que haja uma retomada do mercado de aluguel no Rio de Janeiro em 2023.